Institucional

Nosso Paroco

Fernando Clemente Santos, MSC.

 

Meu nome é Fernando Clemente Santos e nasci na cidade de Itapetininga, SP, em 28 de março de 1988. Sou filho de Araldo Santos (in memoriam) e Izildinha Clemente Santos e tenho mais dois irmãos, sendo eu o mais novo. Minha história como discípulo de Jesus Cristo começa no mais bendito de todos os meus dias: 31 de julho de 1988, festa de Santo Inácio de Loyola, dia em que recebi a graça do Batismo, no Santuário de N. S. Aparecida do Sul, na minha cidade natal. Neste mesmo Santuário recebi a pela primeira vez a Eucaristia e pus-me a serviço da comunidade como coroinha e, posteriormente, como ajudante na Sacristia e Secretaria. Tinha 14 anos nessa época e foi quando me senti chamado ao sacerdócio. Comecei minha caminhada de discernimento vocacional e, no dia 3/2/2003, ingressei no seminário dos Missionários do Sagrado Coração em Itajubá, MG, onde permaneci por três anos. Logo passei aos estudos de Filosofia em São Paulo, SP, de 2006 a 2008. Nos dois anos que se seguiram, voltei a Itajubá para a experiência do Noviciado, tempo de oração e de decisão na vida de um futuro religioso. Lá professei os votos de Pobreza, Obediência e Castidade no dia 8/12/2010 e tornei-me Missionário do Sagrado Coração. Parti novamente a São Paulo para os estudos de Teologia, que se estenderam de 2011 até 2014. Aos 6/12/2014 fui ordenado diácono pelas mãos de D. Antônio Carlos, MSC, Bispo de Caicó, RN.


Nesse período fui enviado para a cidade de Quito, no Equador, onde vivi por quase dois anos, regressando para o Brasil por dois meses para minha Ordenação Presbiteral, celebrada no dia 19/09/2015, memória litúrgica do mártir São Januário. Na ocasião escolhi como lema sacerdotal a frase “Eterna é sua misericórdia” (Sl 117,1) a partir da minha experiência de fé. Não vejo o “ser padre” como uma premiação ou formatura. Longe disso. Não sou melhor que ninguém e, seguramente, havia gente mais santa do que eu. Mas a misericórdia me alcançou e pede que eu seja ministro da ternura de Deus no meio de uma humanidade ferida. Com misericórdia ele me chamou. Para a misericórdia ele me envia. E de misericórdia em misericórdia avançamos.


De Equador regressei ao Brasil, indo trabalhar por um período de seis meses no Santuário de Nossa Senhora Aparecida do Sul, em Itapetininga, SP. Terminado esse período, fui enviado ao Santuário do Sagrado Coração de Jesus em Sufrágio das Almas, na cidade de São Paulo, SP, onde atualmente sirvo o Povo de Deus como Pároco. Aqui procuramos seguir Jesus, tentando imitar as virtudes do Seu Coração manso e humilde. Maria nos acompanha, e nos aponta nosso motivo e nosso objetivo: o mestre Jesus Cristo. Reze com a gente! Reze pela gente! Nós, certamente, estamos rezando por você.


Um abraço do Pe. Fernando, MSC