17/12/2020 09:11

Batismo do Senhor

No domingo após a Solenidade da Epifania do Senhor, celebramos o Batismo do Senhor!

Mesmo sem ter mancha alguma para purificar, Jesus se encaminhou até o rio Jordão, para se submeter ao batismo de São João Batista, assim como todas as outras pessoas também se submetiam.

O Batismo de João não é igual ao Batismo que conhecemos hoje, era um batismo de penitência e arrependimento para a remissão dos pecados.

São João Batista era filho de Zacarias e Isabel, portanto, primo de Jesus. A ele coube a missão de preparar os caminhos do Senhor e de anunciar o Cordeiro de Deus. João batizou Jesus, mesmo não se sentindo digno de tal ato, como ele mesmo disse: “Eu devo ser batizado e tu vens a mim!” (Mateus 3, 14)

Quando o Senhor foi então batizado por João, o Céu se abriu, e em forma de pomba se viu descer o Espírito de Deus, além disso, uma voz exclamou do Céu: “Eis o meu Filho muito amado, em quem ponho a minha afeição” (Mateus 3,17). Essa voz, era a voz de Deus Pai, afirmando que de fato, Jesus é seu filho!

Com o Batismo de Jesus, ficou preparado o Batismo como hoje conhecemos. O nosso Batismo possuí hoje um caráter de sacramento, o que lhe confere uma graça toda sobrenatural, dom do próprio Deus. Por isso, o dia em que fomos batizados foi o mais importante da nossa vida, pois nele recebemos a fé e a graça.

O Batismo não é só um rito, ou uma representação: é um sacramento! Através dele recebemos os dons de Deus e a sua graça.

Que correspondendo as promessas do nosso batismo, através do poder de Jesus, possamos alcançar a salvação eterna!