01/04/2021 16:24

O Valor da Sexta-feira Santa

A Sexta-feira Santa é uma comemoração de valor imensurável para todo católico. Neste dia, celebramos a troca que foi feita no Alto da Cruz: a vida de Cristo pela nossa!

Neste dia, ao contrário do que muitos pensam, não devemos viver em espírito de luto, mas de profundo respeito e meditação. Por isso, somos convidados a praticar o jejum e à abstinência, o silêncio e a oração. Toda o clima deste dia nos convida a meditação. Os antigos já diziam, que na Sexta-feira Santa até a natureza parece se silenciar.

É como se a Sexta-feira Santa nos fizesse olhar além do “aqui e agora”, pois neste dia, tudo em nossa volta nos aponta para uma realidade tão esquecida: Deus entregou a sua vida pela salvação da nossa alma! Diante dessa verdade, somos inevitavelmente colocados contra a parede: e agora, vou me converter, abandonar os bens dessa terra e buscar os bens celestes, ou não?

Jesus não morreu na Cruz para que continuemos, por livre e espontânea vontade, escravos do pecado. Cristo nos libertou para que, vivendo uma vida a seu exemplo, possamos com Ele adentrar o Eterno Céu.

Muitas vezes, esquecemos que estamos nessa vida de passagem e nos apegamos aos prazeres que este mundo pode nos oferecer. Vivemos como se Cristo não tivesse descido do Céu, encarado o suplício da Cruz e vencido a própria morte para nos libertar.

Assim como Jesus exclamou “tenho sede” aos soldados naquele dia, ele dirige esse brado a cada um de nós, a toda a Igreja. Depende de cada um, responder com amor, através de um coração aberto, as vontades do Pai, ou com um coração fechado, responder ao amor de Deus com o gosto azedo do vinagre.

Que possamos exclamar nesta Páscoa: Jesus, o seu sacrifício valeu a pena, pois minha vida foi, de fato, transformada!