01/09/2021 09:00

Reflexão: setembro, mês da Bíblia

"A minha Bíblia viu a minha alegria, foi banhada pelas minhas lágrimas: é o meu inestimável tesouro. Vivo dela e por nada no mundo me desfaria dela” - Papa Francisco

No mês de setembro somos convidados, como fiéis brasileiros, a contemplar a Bíblia e a sua importância para nossa fé. Nele, nos recordamos e reconhecemos o tesouro que o Senhor nos presenteou e por meio dele se comunica conosco. 

 

Como Pedro diz "Senhor, a quem iríamos nós? Tu tens as palavras da vida eterna" (João 6, 68). É somente Jesus que nos salva, somente suas palavras nos santificam e transformam. Não temos a quem ir, não temos a quem seguir se não aquele que tem palavras de eternidade.

 

Na Bíblia, podemos contemplar seus ensinamentos e nos colocar face a face com a verdade. Como católicos, temos que lê-la em todas as situações, não nos esquecermos dela nos momentos em que as coisas começam a dar certo ou errado. É essencial reconhecer o verdadeiro tesouro que nos foi dado!

 

O Evangelho nos converte e nos transforma, precisamos buscar então, conhecê-lo para conhecer Jesus. Não nos limitemos a ler como leríamos qualquer livro, qualquer texto, mas realmente prestemos atenção e façamos um esforço para que ela seja nosso foco principal, para que dessa forma, por meio do Espírito Santo, passemos a compreendê-la! A Palavra do Senhor é santa e nos santifica. Nos consola, nos alcança e nos encontra.  


Quando o Papa Francisco nos diz “Vivo dela e por nada no mundo me desfaria dela” tornamos a meditar o valor dela em nossas vidas. Nada pode substituir as Palavras daquele que morreu por nós. Devemos sempre recorrer à leitura e contemplação da Palavra que é tão preciosa para nós. Viver e principalmente: amar a Bíblia!