Núcleo Liturgia

Canto Litúrgico

A Pastoral do Canto Litúrgico tem a função de motivar e animar a comunidade nas celebrações Litúrgicas. Na liturgia, o canto une as pessoas, anima e dá vida à celebração. O canto e a música na liturgia devem ter bem claro o princípio fundamental formulado pelo Concílio Vaticano II: "...a música sacra será tanto mais santa, quanto mais intimamente estiver ligada à ação litúrgica..." (SC 112c). Na linguagem bíblica e litúrgica, canto se associa ao Espírito Santo, e espírito tem relação com sopro, vento. O Espírito de Deus suscita em nós o “som”, a vibração correta, que nos faz pensar e sentir em uníssono com o próprio Deus.

O canto produz, pois, a harmonia universal. Aliás, a palavra “canto” significa por si “harmonia”. Assim, podemos dizer que a criação, na sua harmonia, é um canto de louvor a Deus, e a liturgia, nas palavras de Paulo VI, é o louvor de Deus, na linguagem de um povo orante. Os principais objetivos da Pastoral da Música e do Canto Litúrgico são: Facilitar a passagem de “uma só voz” a “um só coração” e, finalmente, a “uma só alma”, como se vê na espiritualidade das comunidades primitivas. Organizar os corais que servem nas celebrações da paróquia. Incentivar os integrantes dos grupos a servirem na comunidade.