06/03/2022 09:00

A passagem de Jesus no deserto!

Durante a Quaresma nos lembramos dos 40 dias passados por Jesus no deserto. A reflexão proposta por esse texto é: Jesus, sendo Deus, precisava ter enfrentado o deserto e as tentações? 

 

"Cheio do Espírito Santo, voltou Jesus do Jordão e foi levado pelo Espírito ao deserto, onde foi tentado pelo demônio durante quarenta dias." (Lc 4, 1-13)

 

O Senhor foi levado até lá pelo Santo Espírito, para manter-se em jejum e oração. Quando Satanás percebeu que Ele estava fraco e debilitado, por passar tantos dias sem comer e beber, tentou o Senhor através da Escritura dizendo: “Se tu és Filho de Deus, manda que estas pedras se transformem em pão (Mt 4:3,4)”

 

Jesus, com sua imensa sabedoria, também utilizou a Palavra para dizer que nem só de pão vive o homem, mas sim da palavra de Deus. E refletindo sobre isso, entendemos que Jesus poderia ter transformado qualquer coisa em alimento, mas escolheu permanecer. 

 

E esse é o grande ensinamento que Cristo nos proporciona com sua ida ao deserto: permanecer e confiar mesmo quando tudo parece perdido e o mundo nos oferece conforto. E como cristãos, precisamos conhecer toda a Sagrada Escritura, para evitar cair nas tentações que o inimigo articula.

 

Dizendo sobre tentações, elas aparecem quando estamos mais fragilizados e precisando da graça divina, assim como Jesus no deserto, mas é importante que tenhamos fé que o Senhor nunca daria um fardo que não fossemos capazes de aturar. Com as dificuldades, surgem crescimento e aprendizagem e é nisso que precisamos nos apegar. 

 

Jesus saiu do deserto, Ele perseverou e foi capaz de encontrar com a Glória. Foi necessário que o Senhor passasse por esse momento, pois através disso, Ele também nos faz capazes de enfrentar essa situação. 

 

Pai, nos dê forças para perseverar e buscar a Tua graça!