12/06/2021 08:00

Conheça as 5 ofensas ao Imaculado Coração da Virgem Santa Maria que Jesus revelou a Irmã Lúcia, pastorinha de Fátima

Conheça as 5 ofensas ao Imaculado Coração da Virgem Santa Maria que Jesus revelou a Irmã Lucia, pastorinha de Fátima

 

O Imaculado Coração de Maria foi uma revelação de Nossa Senhora de Fátima aos pastorinhos — Lúcia, Francisco e Jacinta. Entretanto, foi à Lúcia que Jesus revelou a razão de Maria ter pedido alguns tipos de devoções especiais. 

 

Disse Jesus a ela: 

“Minha filha, o motivo é simples: são 5 as espécies de ofensas e blasfêmias contra o Imaculado Coração de Maria:

1 – As blasfêmias contra a Imaculada Conceição;

2 – Contra a Sua virgindade;

3 – Contra a Maternidade Divina, recusando, ao mesmo tempo, recebê-La como Mãe dos homens;

4 – Os que procuram publicamente infundir, nos corações das crianças, a indiferença, o desprezo e até o ódio para com esta Imaculada Mãe;

5 – Os que a ultrajam diretamente nas suas sagradas imagens.”

 

Aprofundando um pouco mais em cada uma dessas ofensas ao Imaculado Coração, podemos entender sobre a gravidade de algumas decisões e combatê-las a fim de aproximarmo-nos de Nossa Senhora. 

 

A primeira ofensa trata sobre a rejeição ao dogma da Imaculada Conceição. Ele está presente na Igreja desde 1854 depois de ser promulgado pelo Papa Pio IX. Este dogma diz respeito ao nascimento puro de Nossa Senhora. Convinha que Jesus fosse gerado por uma mulher isenta de toda culpa do pecado original. Por isso, afirma a Igreja que Maria foi gerada no seio de sua mãe sem mancha — integralmente pura. 

 

A segunda blasfêmia diz sobre a negação da virgindade permanente de Maria, que afirma que Nossa Senhora deu a luz a Jesus ainda virgem, e que sua gravidez foi fruto da ação do Espírito Santo. Também trata sobre essa perseverança depois do nascimento de Jesus, afirmamos que Maria conservou sua castidade até ser assuntada aos Céus.

 

Antes de morrer na Cruz, Jesus confiou a Maria a maternidade de todos os homens. A terceira ofensa fala sobre negar essa confiança de Deus que concedeu à Maria privilégios para que ela intercedesse pelos homens. O amor de Mãe de Nossa Senhora se estende espiritualmente a todos os seres humanos. 

 

A quarta blasfêmia diz a respeito da educação de crianças, almas livres de toda maldade, a fim de fomentar um ódio e certa indiferença à proteção e amor de Maria. Ensinar aos inocentes que a presença de Maria não é importante traz graves consequências para a salvação desses pequeninos. 

 

Já a quinta é uma situação comum, mas que deve ser arduamente combatida por nós! O ultraje às imagens da Virgem Maria, e até mesmo a destruição das mesmas são muito costumeiros para pessoas que não professam nossa fé. Isso ofende o coração de nossa mãe! E por isso deve ser combatido. 

 

Jesus também revelou: “Eis, minha filha, o motivo pelo qual o Imaculado Coração de Maria Me levou a pedir essa pequena reparação; e, em atenção a ela, mover a minha misericórdia ao perdão para com essas almas que tiveram a desgraça de a ofender”.

 

Nos livremos, a cada dia, das situações que nos façam ofender Nossa Senhora e nos esforcemos em defender nossa fé!