13/12/2021 09:00

Santa Luzia, protetora dos olhos, rogai por nós.

Hoje, dia 13 de dezembro, somos convidados a celebrar com alegria a memória litúrgica de uma mártir da fé, Santa Luzia! Considerada, também, padroeira dos olhos.

 

Santa Luzia nasceu em Siracusa, na Itália, no século IV. Era de uma nobre família italiana, e foi educada com uma formação cristã por seus pais. Ela fez, em segredo, o voto de perpétua virgindade. 

 

Quando perdeu seu pai, Luzia recebeu de sua mãe a notícia de que deveria se casar com um jovem pagão. Pediu, então, um tempo para discernir essa informação.

 

Neste tempo, sua mãe sofria de uma séria enfermidade, e Luzia propôs, então, que as duas peregrinassem ao túmulo de Santa Águeda, mártir da fé. A cura da doença de sua mãe seria o sinal de que ela não deveria se casar com este jovem.

 

Suas orações foram concretizadas, e o Senhor escutou seu clamor. A mãe de Santa Luzia foi curada. A santa retornou com o propósito de vender tudo o que tinha e dar aos pobres, sabendo que sofreria da mesma forma que Santa Águeda sofreu.

 

Seu pretendente acusou-a, delatando sua fé cristã para as autoridades da época. Luzia se negou a participar dos rituais pagãos, e perseverou pela fé em Cristo. Disse ainda ao Juiz que a julgava: “É inútil que insista. Jamais poderá me apartar do amor a meu Senhor Jesus Cristo”.

 

Quando o prefeito da cidade quis desonrar a virgindade de Luzia, não foi possível tirá-la do seu lugar. Ela permaneceu firme, sendo impossível movê-la. Nenhuma força conseguiu afetá-la, um verdadeiro milagre!

 

Acredita-se que antes de sua morte, seus olhos foram-lhe arrancados, e a santa foi martirizada pela espada em 303.

 

Santa Luzia, rogai por nós!